sábado, 6 de março de 2021


Uma banda mostra uma diferença gritante entre os dois chefes do Executivo. Bem aí eles se fazem oposição. Porém, a outra banda revelou que são iguais quando o assunto é impedir que a população tenha acesso ao líquido precioso da vacinação. Cada um ao seu modo.

 

Desde o início da pandemia que Jair Bolsonaro insiste em brincar com algo tão sério que já matou mais de 250 mil brasileiros. O presidente da República tratou a covid-19 como uma simples “gripizinha” e fez de tudo para impedir a aceleração nas compras das vacinas.

 

O Brasil entrou com atraso na vacinação e permanece no rabo da fila dos países que menos vacinaram sua população. Temos mais de 211 milhões da habitantes. Ate agora não vacinamos 8 milhões.

 

Aqui no Maranhão, o governador decretou que o município que não tenha aplicado 60% das vacinas recebidas ao longo dos últimos 30 dias, não terá o imunizante distribuído. Somos mais de 7 milhões de habitantes e até agora não recebemos nem 10% das vacinas a que temos direito.

 

O nosso governantes tem que entender que a vacina não lhe pertence e que deve, de uma forma ou de outra, ser entregue para a população, sem discriminação.

 

Das atuais 217 cidades, apenas 47 estão com a vacinação atualizada, dentro dos 60% exigidos pelo governador. A ameaça de Flávio Dino muito se assemelha ao desejo de Bolsonaro, de não deixar que a população obtenha o único meio da cura, que é a vacina.

 

Enquanto isso, milhares de maranhenses caminham para a cova e em breve tempo milhões de brasileiros nem terão tempo de despedir de seus parentes e amigos.



0 comentários:

Postar um comentário

PEDREIRAS FELIZ

PEDREIRAS FELIZ
Lugar de gente feliz

Clínica Santo Expedito

Clínica Santo Expedito
Sua saúde merece o melhor!

Ótica Madrid

Ótica Madrid
Cuidando da saúde dos seus olhos

Novelty telecom

Novelty telecom
Lima Campos

BRASIL GÁS

BRASIL GÁS
LIMA CAMPOS

Dr. Jailson Silva

Dr. Jailson Silva
Advogado

DR. MATEUS ATTA

DR. MATEUS ATTA
ADVOGADO

Receber Noticias

Facebook