terça-feira, 26 de janeiro de 2021

 

Guedes participou de evento com o presidente Jair Bolsonaro e comentou sobre a volta do auxílio em 2021 (Crédito: Marcos Corrêa/PR)

O auxílio emergencial em 2021 pode voltar se a pandemia da covid-19 não parar de avançar mesmo com a vacinação da população. É dessa forma que o ministro da Economia, Paulo Guedes, indicou a volta dos pagamentos para os beneficiários do programa de ajuda emergencial.

 

Nesta terça-feira (26), Guedes disse que a volta do auxílio só será realizada caso “o pior aconteça”. Em sua visão, a alta no número de casos por covid pode ser pontual, reflexo das reuniões de fim de ano, e a vacinação em massa será vital para garantir a retomada econômica do Brasil, agora sem o auxílio emergencial ampliando a dívida do governo.

 

Agora, caso a pandemia avance, Guedes reconhece que o auxílio deverá voltar a ser uma prioridade no governo. Para isso acontecer, no entanto, sacrifícios serão exigidos, como o congelamentos de verbas para a saúde e educação, além dos salários dos servidores públicos.

 

“Quer criar o auxílio emergencial de novo, tem que ter muito cuidado, pensa bastante. Porque se fizer isso não pode ter aumento automático de verbas para educação, para segurança pública, porque a prioridade passou a ser absoluta [para o auxílio]”, disse Guedes durante evento com investidores internacionais e ao lado do presidente Jair Bolsonaro

0 comentários:

Postar um comentário

PEDREIRAS FELIZ

PEDREIRAS FELIZ
Lugar de gente feliz

Clínica Santo Expedito

Clínica Santo Expedito
Sua saúde merece o melhor!

Ótica Madrid

Ótica Madrid
Cuidando da saúde dos seus olhos

Ótica Vitória

Ótica Vitória
A sua visão em primeiro lugar!

Novelty telecom

Novelty telecom
Lima Campos

BRASIL GÁS

BRASIL GÁS
LIMA CAMPOS

Dr. Jailson Silva

Dr. Jailson Silva
Advogado

DR. MATEUS ATTA

DR. MATEUS ATTA
ADVOGADO

Loteamento Bougainville l e ll

Loteamento Bougainville l e ll
A sua qualidade de vida começa aqui!

Receber Noticias

Facebook