terça-feira, 28 de janeiro de 2020
O PM-MA Carlos Eduardo vinha de uma traição do relacionamento anterior ao que teve com Bruna Lícia. O soldado da Polícia Militar do Maranhão, Carlos Eduardo Nunes Pereira, autor de duplo homicídio na tarde do último sábado (25) conhecia de perto o significado da palavra traição.
Antes dessa última união estável com a jovem Bruna Lícia Fonseca Pereira, que ele acabou assassinando, “Dudu” como é conhecido entre os mais próximos, teve um relacionamento com outra mulher onde morava, na Liberdade – seu bairro de origem.

Acontece que cerca de um ano após “nascer o fruto” desse relacionamento, os familiares começaram a despertar Carlos Eduardo para o fato da criança não possuir traços fisionômicos dele. Foi então, que “Dudu” decidiu fazer um exame de DNA e saber se realmente era o pai.

Para a surpresa de poucos, o resultado saiu e foi comprovado que o filho não era de Carlos Eduardo, isto é, ele tinha sido traído lá atrás.

Por conta desse episódio, ele acabou dando um ponto final no relacionamento.

Tempo depois, sabe-se em quais circunstâncias, acabou conhecendo Bruna Lícia – com quem estava até este final de semana em processo inicial de separação.

O resto dessa tragédia vocês todos [leitores]  já sabem, não é preciso eu contar novamente…

Do Blog Domingo Costa

0 comentários:

Postar um comentário

PEDREIRAS FELIZ

PEDREIRAS FELIZ
PEDREIRAS - MARANHÃO

Novelty telecom

Novelty telecom
Lima Campos

Dr. Jailson Silva

Dr. Jailson Silva
Advogado

D´ GUST

D´ GUST
RESTAURANTE E CERVEJARIA

BRASIL GÁS

BRASIL GÁS
LIMA CAMPOS

IMOVEISMA

IMOVEISMA
PEDREIRAS - MARANHÃO

Receber Noticias

Facebook