terça-feira, 4 de junho de 2019

Após a prisão de Wanderson Lima Araújo, 34 anos, Bruno Henrique Cruz de Sousa, 23 anos, Claudenilson Costa Sales, 26 anos e Jordan Felipe, vulgo “sabiá”, envolvidos no roubo da farmácia Pague Pouco, no centro de Santa Rita, a polícia civil de Santa Rita, evitou mais duas ações criminosas da quadrilha.

Depois de vasculhar os aparelhos celulares dos suspeitos, o delegado Edinaldo Santos descobriu em conversas do whatsapp, que o grupo pretendia assaltar a casa do falecido “Bita do Barão”, na cidade de Codó, visto que o babalorixá deixou muitas fortunas, entre elas, as dezenas de pulseiras, colares e anéis de ouro, além de pedras preciosas.
O plano contava com a participação de uma empregada domestica do finado “Bita do Barão”, que estaria repassando para o bando, a rotina da casa, bem como os detalhes da riqueza deixada pelo Pai de Santo.
Os bandidos tentariam também, roubar um empresário do ramo de postos de combustíveis, na cidade de Peri-Mirim, na baixada maranhense. O ato renderia cerca de R$ 600 mil. Um compadre da suposta vítima é que estaria orientando os bandidos.

0 comentários:

Postar um comentário

SÃO JOÃO 2019

SÃO JOÃO 2019
LIMA CAMPOS - MA

EMPRESA SEGURANÇA PRIVADA

EMPRESA SEGURANÇA PRIVADA
LIMA CAMPOS - MA

LABORATÓRIO BOM PASTOR

LABORATÓRIO BOM PASTOR
LIMA CAMPOS - MA

Receber Noticias

Facebook

Brasileiro (A)