sábado, 2 de junho de 2018

“Continuo na luta para que o Governo do Estado faça a sua parte e reduza o ICMS no Maranhão”, afirma deputado Wellington

 O deputado estadual Wellington do Curso voltou a cobrar uma ação por parte do governador Flávio Dino. Ao fazer referência ao gesto do Governo Federal que fez uma redução na aliquota da Cide, PIS/Confins para tentar baixar o preço nas bombas, Wellington ressaltou que o Governo do Estado também precisa fazer sua parte, já que também há o ICMS, que incide diretamente no preço do combustível, e cabe ao Estado reduzir as alíquotas do imposto.
 De acordo com dados da Fecombustíveis – MA, atualmente, no Maranhão, R$ 1,09 do preço da gasolina é devido ao ICMS, imposto estadual, que corresponde a 26% do valor final na bomba (posto de combustível); no diesel, corresponde a 17% de ICMS e o valor destinado ao estado é de R$ 0,601; e, ainda, de R$ 0,905 no preço do etanol.
 “O preço dos combustíveis resulta de impostos federais e impostos estaduais. O Governo Federal já zerou a Cide, com isso baixou somente o preço do diesel em 0,46 centavos. Atualmente, 26% do valor da gasolina, por exemplo, no Maranhão, é devido a imposto estadual e 17% no diesel. Eu continuo na luta para que o Governador do Estado faça a sua parte e reduza o ICMS no Maranhão, assim como ele já fez em 2016, para ajudar aliados políticos, reduzindo a alíquota do diesel de 17% para 2%. Se Flávio Dino já baixou o imposto para ajudar aliados políticos em 2016, agora lutamos para que ele possa reduzir o ICMS dos combustíveis no
Maranhão, mas, dessa vez, para ajudar a população”, afirmou o deputado Wellington.

0 comentários:

Postar um comentário

PEDREIRAS FELIZ

PEDREIRAS FELIZ
PEDREIRAS - MARANHÃO

DR. MATEUS ATTA

DR. MATEUS ATTA
ADVOGADO

ESTAÇÃO DA PIZZA

ESTAÇÃO DA PIZZA
Play Store: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.wabiz.delivery.estacaodapizza

Novelty telecom

Novelty telecom
Lima Campos

Dr. Jailson Silva

Dr. Jailson Silva
Advogado

LAVA JATO DO DJ

LAVA JATO DO DJ
LIMA CAMPOS

BRASIL GÁS

BRASIL GÁS
LIMA CAMPOS

Receber Noticias

Facebook