quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Presidenciáveis: Ciro, Boulos e Amoêdo repudiam ataque a Bolsonaro e cobram investigação

Bolsonaro foi atingido por faca durante agenda eleitoral em Minas Gerais | Foto: Fábio Motta / Estadão Conteúdo / CP
  O incidente envolvendo o candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, que foi esfaqueado em Juiz de Fora, Minas Gerais durante uma atividade de campanha repercutiu rapidamente entre os outros candidatos. Ciro Gomes, do PDT, repudiou a violência e exige a investigação, identificação e punição ao agressor.
Acabo de ser informado em Caruaru, Pernambuco, onde estou, que o Deputado Jair Bolsonaro sofreu um ferimento a faca. Repudio a violência como linguagem politica, solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam o ou os responsáveis por esta barbárie.
5.292 pessoas estão falando sobre isso
João Amoêdo, do Partido Novo disse que é inaceitável o que aconteceu com Bolsonaro e que não se pode aceitar nenhum tipo de violência.
É lamentável e inaceitável o que aconteceu com o Jair Bolsonaro. Independentemente de divergências políticas, não é possível aceitar nenhum ato de violência.
Que o agressor sofra as devidas punições. Meus votos de melhoras para o candidato.
3.632 pessoas estão falando sobre isso
Guilherme Boulos, do Psol, falou que que violência não se justifica e não pode tomar o lugar do debate político

Soube agora do que ocorreu com Bolsonaro em Minas. A violência não se justifica, não pode tomar o lugar do debate político. Repudiamos toda e qualquer ação de ódio e cobramos investigação sobre o fato.
789 pessoas estão falando sobre isso

0 comentários:

Postar um comentário

Rede Sociais

Receber Noticias

Facebook

Horóscopo

NOVELTY telecom

NOVELTY telecom
LIMA CAMPOS

DIST. BRASIL GÁS

DIST. BRASIL GÁS
ÁGUA É VIDA