quinta-feira, 28 de dezembro de 2017
 Acredite! Dra. Miriam foi demitida do governo de Pedreiras por telefone 
(Dra. Miriam Alves, Psiquiatra)

a noticia foi postado no Blog do Poeta Joaquim Filho e pegou muitos de surpresa, tanto pela demissão como da forma que foi feita. (por celular). 
Veja a matéria abaixo:   

Por mais que a nossa cidade de Pedreiras, estado do Maranhão, venha por longos e longos anos, passando por várias administrações públicas que deixaram muito a desejar aos seus munícipes, que pecaram consideravelmente a ponto de frustrar o sonho e a esperança dos pedreirenses, a ‘Princesa do Mearim’ ainda tem valores que muito nos enche de orgulho, oriundos de um povo bravo, trabalhador e que jamais foge à luta. Estamos nos referindo a todas as pessoas que aqui nasceram e também aquelas que saíram de suas cidades e escolheram Pedreiras para viver e fazer história. 

(Clínica de Saúde Mental de Pedreiras - CSMP - Foto: Joaquim Filho)

E, por falar de pessoas que aqui chegaram e resolveram ficar sua “tenda” nesse solo mearinense, a Psiquiatra Dra. Miriam Alves – CRM 2450 – é uma delas. Hoje bem cedo, quarta-feira, dia 27 de dezembro de 2017, o blog do amigo Joaquim Filho recebeu uma informação e, baseado no que ficou sabendo, se deslocou até a Rua da Prainha, nº 914, bairro São Benedito, endereço residencial e também, ao lado, a Clínica de Saúde Mental de Pedreiras (CSMP) da Dra. Miriam Alves, com quem passamos várias horas conversando sobre a sua vida profissional e sobre o assunto ao qual nos levou a procurá-la.

(Foto: Joaquim Filho)

Segundo Dra. Miriam Alves, ela nasceu em São Luís do Maranhão, portanto, é maranhense da gema, ludovicense nata. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) em 1973 e depois foi para o Rio de Janeiro onde fizera residência e depois se especializou em Psiquiatria. No Rio de Janeiro passou vários anos, mas depois foi para o estado do Amapá e em seguida retornou para a sua cidade natal, São Luís. 

Chegou a Pedreiras para prestar serviço pelo município em novembro de 1999, quando o prefeito era o Odontólogo Edmilson Filho e, foi justamente nesse período que ela deu início ao projeto do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), hoje bastante conhecido e consolidado na cidade com o trabalho que faz junto às pessoas com problemas e transtornos mentais. Embora o CAPS em Pedreiras tenha se capacitado no governo do ex-prefeito Raimundo Louro, toda a elaboração do projeto, o embrião começou mesmo na administração Edmilson Filho. 

Dra. Miriam Alves falou que para a implantação do CAPS na cidade de Pedreiras, que até então não existia em nenhuma cidade do Maranhão, ela teve que tocar o projeto mesmo sem recursos, indo até as cidades cearenses Fortaleza, Crato e Barbalha para ver de perto como funcionava na prática, para então, enriquecer mais o seu sonho e fazer funcionar na teoria e prática na cidade de Pedreiras. E, assim, segundo Dra. Miriam, nasceu o CAPS na cidade de Pedreiras, que por sinal foi o primeiro do estado do Maranhão. Depois, surgiram outros em várias cidades. 

(Foto: Joaquim Filho)

Mas infelizmente, depois de tudo que fizera em 18 anos pela saúde da cidade que escolheu para fazer o que ela mais gosta que é trabalhar com psiquiatria, tratando com carinho e muito profissionalismo os seus pacientes de toda a região que a procuram, nessa terça-feira, dia 26 de dezembro, Dra. Miriam Alves recebeu um telefone da secretária de saúde do município de Pedreiras, comunicando-a, que por determinação do prefeito Antônio França, a mesma estava sendo demitida, que a partir do dia 1º de janeiro de 2018, ela não faria mais parte do quadro de profissionais médicos do município de Pedreiras. 

A informação da demissão da Dra. Miriam Alves nos chegou via “Whatsapp” e partiu de fontes fidedignas de dentro do governo.

Olha o que a Dra. Mirian disse em relação ao caso: "Eu sinto uma grande desvalorização. É como se de repente, o meu trabalho não fosse importante para o município. Por mais que o nosso psicológico seja aplumado, não deixa de nos causar mágoa. Não é revolta. Eu não sinto revolta. O que eu sinto é mágoa, por ser uma profissional que veio morar em Pedreiras" A Profissional ainda disse que não falou com o prefeito Antonio França. "Eu tentei falar com ele, mas não consegui. Tudo bem. Vida que segue!



Blog do Joaquim Filho

0 comentários:

Postar um comentário

Rede Sociais

Receber Noticias

Facebook

Horóscopo

Brasileirão (A)

Carregando...
Brasileirão

NOVELTY telecom

NOVELTY telecom
LIMA CAMPOS

DIST. BRASIL GÁS

DIST. BRASIL GÁS
ÁGUA É VIDA