terça-feira, 24 de outubro de 2017
Atenção Evangélicos! Dino se nega a receber embaixador de Israel no Palácio dos Leões

O governador Dino (PCdoB) abriu, nesta semana, uma crise com o segmento evangélico do Maranhão ao se negar a receber em audiência no Palácio dos Leões o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley.
O comunista chegou a confirmar uma reunião com o israelense, na manhã de ontem (23), mas voltou atrás.
Alegou estar com uma virose contagiosa e cancelou a agenda, que acabou sendo cumprida pelos secretários Marcelo Tavares (Casa Civil), Márcio Honaiser (Agricultura) e Adelmo Soares (Agricultura Familiar).
Antes de cancelar o encontro, Dino tentou ter acesso à íntegra do discurso que o embaixador proferiria no Palácio e a uma lista completa, com informações pessoais, dos integrantes da comitiva.
Ideologia
Para líderes evangélicos que acompanham Shelley durante sua estada no Maranhão, a decisão de Flávio Dino é ideológica – e não tem nada que ver com sua saúde.
“O governador já recebeu o embaixador do Irã e faz diversos gestos aos chineses, que são governos mais próximos da sua ideologia comunista. Mas se nega a receber o embaixador de Israel”, reclamou um deles, após cerimônia de entrega do título de cidadão maranhense ao embaixador, na Assembleia Legislativa.
De farto, o governador do Maranhão recebeu no Palácio dos Leões, em abril deste ano, Seyed Ali, o embaixador do Irã, Seyed Ali.
Seyed Ali, embaixador do Irã, foi recebido por Dino
Em agosto, quem esteve com o comunista foi uma comitiva de empresários chineses, do ramo da siderurgia. Eles receberão incentivos do Executivo para se instalar no estado (reveja).
Empresário da siderurgia chinesa com o governador no Palácio
Minimizou
O embaixador Yossi Shelley minimizou o episódio.
“Era uma agenda oficial. Ele se sentiu um pouco mal e por esse problema ele não chegou. Acho que podemos nos encontrar depois, quando ele se sentir melhor”, disse. Ele ficará no Maranhão até quinta-feira (26).
Shelley preferiu não comentar o fato de que Flávio Dino recebeu representantes do Irã e da China, mas não o de Israel.
“Eu não entrei nessa questão de política. Isso não é importante. O importante é que estou aqui. O povo maranhense ama Israel e nós fazemos negócios com vocês. Eu acho que o governador também. Pode ser que hoje, mais tarde, ou amanhã eu vá encontra-lo. Não penso que tenha política nesse caso. Pelo contrário, Israel pode ajudar o governo e também o governador, se preciso”, completou.
El finalizou fazendo um convite ao governador maranhense: “Eu convido ele a visitar Israel, o povo israelense, um pouco a tecnologia e também coisas que são interessantes a todos os cristãos”.
fonte: Blogilbertoleda

Um comentário:

  1. vergonha !! desse comunista !!! só recebe os que odeiam judeus, evangelicos e catolicos !!

    ResponderExcluir

Rede Sociais

Receber Noticias

Facebook

Horóscopo

Brasileirão (A)

Carregando...
Brasileirão

NOVELTY telecom

NOVELTY telecom
LIMA CAMPOS

DIST. BRASIL GÁS

DIST. BRASIL GÁS
ÁGUA É VIDA