sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Prefeita Ostentação França do Macaquinho é Denunciada e pode ser cassada pela Justiça Eleitoral.


O elemento específico para se chegar ao poder é a política, podendo ser obtido das várias formas possíveis. Não importa os meios utilizados e sim a forma de conquistá-lo.

Em Santa Luzia a história não é diferente, para chegar ao poder, alguns políticos fazem qualquer negócio: inclusive vendem a ‘alma ao diabo’. França do Macaquinho fez isso quase que literalmente! Tentou de todas as formas, de todos os meios, atirou pra todos os lados, e mais uma vez a sanha inescrupulosa pelo poder fez muita gente abandonar as propostas concretas de governo e concentrando todas forças na boa e velha compra de votos. Julgam-se de suma importância e se colocam acima do bem e do mal. Se o adversário não tem defeitos, inventam; se não tem máculas, encontram; se falta dinheiro, pedem aos agiotas. E assim seguem na sua desenfreada busca pelo poder. 



França do Macaquinho fez tudo isso e muito mais, mas muito mais mesmo! Prometeu empregos pra muitos jovens frágeis e com sonhos de um futuro melhor, mesmo sabendo que não poderia cumprir. Fez acordos mirabolantes com lideranças desesperadas e com anseios de poder.
Trocou Secretarias por dinheiro, diga-se os agiotas forasteiros. Trocou pastas importantíssimas por apoios políticos. Em outra ocasião, em uma reunião a portas fechadas com um certo líder politico do município, a Prefeita eleita teria prometido mais uma Secretaria em troca de apoio, para que a promessa tivesse mais força , França escreveu em uma folha de papel e assinou embaixo com suas próprias mãos um compromisso formal. O que ela não esperava é que o líder politico virasse inimigo e agora poderá usar a tal carta contra a prefeita eleita. 


Surge também uma denuncia bem fundamentada e com provas concretas, uma ação protocolada na sexta-feira dia 09 na 70ª Zona Eleitoral de Santa Luzia e denuncia a prefeita eleita de Santa Luzia , Francilene Paixão de Queiroz por crime eleitoral de captação ilícita de sufrágio, ou seja, compra de votos!

A captação ilícita de sufrágio (compra de votos) é ilícito eleitoral punido com a cassação do registro ou do diploma do candidato e multa, de acordo com o artigo 41-A da Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997), e inelegibilidade por oito anos.

O ilícito de compra de votos está tipificado no artigo 41-A da Lei das Eleições. Segundo o artigo, constitui captação de sufrágio o candidato doar, oferecer, prometer ou entregar, ao eleitor, com o fim de obter-lhe o voto, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou função pública, desde o registro da candidatura até o dia da eleição, inclusive, sob pena de multa, e cassação do registro ou do diploma. Além da Lei das Eleições, o código eleitoral tipifica como crime a compra de votos. Prevê pena de prisão de até quatro anos para aqueles que oferecem ou prometem alguma quantia ou bens em troca de votos, mas também para o eleitor que receber ou solicitar dinheiro ou qualquer outra vantagem, para si ou para outra pessoa.

fonte:oblogueiroluziense 

0 comentários:

Postar um comentário

Rede Sociais

Receber Noticias

Facebook

Horóscopo

Brasileirão (A)

Carregando...
Brasileirão

NOVELTY telecom

NOVELTY telecom
LIMA CAMPOS

DIST. BRASIL GÁS

DIST. BRASIL GÁS
ÁGUA É VIDA