sábado, 5 de novembro de 2016

400 candidatos com 'zero voto' podem sofrer ações


Isso é quando o partido inscreve a candidatura da mulher somente para preencher a quantidade de vagas mínimas para candidaturas femininas na chapa, uma vez que os atos de campanha e a candidatura não existiu de fato. 
O procurador disse também que outra hipótese de fraude que será averiguada pelo MPF serão supostos casos em que servidores públicos se candidatam apenas para conseguirem tirar férias ou licenças do trabalho. 
“Portanto serão analisados também esses casos de servidor público que tiverem baixo número de votos. É improbidade administrativa, esses casos acontecem por todo o Brasil e será detectado se obtiveram licença e não realizaram campanha. Será averiguado se houve gastos de campanha, se fizeram viagens na época, porque é uma forma de fraudar a legislação, quando ele deveria estar trabalhando”, ressaltou o procurador.
Dentre as orientações às equipes do Ministério que vão analisar os casos, está ouvir os candidatos que não tiveram nenhum voto para saber a razão. Após, os promotores m fazer um juízo de valor a cerca da existência de fraude.

Prazos
O prazo legal, segundo o procurador, para que esses casos possam ser julgados é até 15 dias após a diplomação dos eleitos.  “Acredito que até janeiro todos serão julgados”, afirmou Israel.


Fonte: Cidadeverde.com e Proparnaiba.com

0 comentários:

Postar um comentário

Rede Sociais

Receber Noticias

Facebook

Horóscopo

Brasileirão (A)

Carregando...
Brasileirão

NOVELTY telecom

NOVELTY telecom
LIMA CAMPOS

DIST. BRASIL GÁS

DIST. BRASIL GÁS
ÁGUA É VIDA